Diagonal e Arq.Futuro de Cidades do Insper lançam Guia de Urbanismo Social



Faça o download

A Diagonal e o Insper se orgulham de anunciar o lançamento do Guia de Urbanismo Social, um manual não acadêmico que busca apoiar lideranças de territórios vulneráveis e gestores públicos a construírem cidades mais inclusivas, promovendo a requalificação desses territórios, de forma integrada, contínua e transformadora.

O Guia é uma iniciativa do Núcleo de Urbanismo Social do Insper, e a Diagonal, que possui mais de três décadas de experiência prática na urbanização de favelas e na gestão integrada de territórios vulneráveis.

Organizado pelo urbanista e professor Carlos Leite, coordenador do Núcleo de Urbanismo Social do laboratório, o livro consiste num material inovador, pelo fato de ainda não existir no país uma publicação tão ampla, completa e integralmente destinada ao urbanismo social.

Ao longo de dez meses, uma equipe de especialistas, pesquisadores, gestores públicos, lideranças comunitárias de favelas, entre outros profissionais, trabalharam para produzir 15 capítulos que se aprofundam em dimensões socioeconômicas e culturais, territoriais, questões de governança e sustentabilidade, políticas públicas, planos de ação locais, além de abordar assuntos inovadores, como “cidades e crianças”, “mulheres e territórios” e “saúde urbana” e apresentar casos referenciais.

O conceito de urbanismo social traz como premissa que intervenções nos territórios em vulnerabilidade social ou carentes de infraestrutura urbana devem partir de uma compreensão holística de suas demandas e necessidades e planejadas de forma participativa e deliberativa com as comunidades locais. Assim, é um conceito essencial para o avanço da Agenda 2030 e que impulsiona o poder público em parceria com entidades da sociedade civil e a população para melhorar indicadores de objetivos de desenvolvimento sustentável.

“O Guia vem suprir a lacuna de um referencial que une teoria e experiência de campo. A sua abordagem fornece um passo a passo inédito, que vai apoiar equipes no planejamento de intervenções que afetem comunidades diretamente. A Diagonal tem mais de 32 anos de experiência em gestão social com atuação interdisciplinar e olhar humanizado, e compartilhou boa parte da sua metodologia de ação nos territórios em vulnerabilidade”, diz Kátia Mello, copresidente da Diagonal.

Em complemento, José Guilherme Schutzer, responsável técnico da Diagonal, afirma: “Acreditamos que, com esse guia em mãos, as equipes poderão partir de um mesmo referencial para discussões que abram os caminhos e ajudem na tomada de decisão sobre as etapas que devem ser planejadas, organizadas e executadas em cada projeto de transformação territorial”.

Distribuição gratuita

O Guia de Urbanismo Social será disponibilizado gratuitamente, no formato de PDF, e pode ser baixado aqui. O objetivo é democratizar o acesso, fazendo com que esse conteúdo chegue ao maior número de pessoas com potencial de transformação social.

O livro é uma ferramenta valiosa para lideranças comunitárias, profissionais e estudantes das áreas de arquitetura, urbanismo, engenharia civil, gestão de políticas públicas, assistência social, entre outras áreas relacionadas, além de ser uma leitura importante para aqueles que se preocupam com a construção de cidades mais justas e inclusivas.

Baixe-o agora mesmo e tenha acesso a um conteúdo vasto para auxiliar a potencialização do impacto social nas periferias das cidades e para promoção da potência das favelas.

O lançamento

O lançamento do Guia de Urbanismo Social aconteceu no dia 20 de março de 2023, no Auditório do Insper, em um evento que contou com abertura por Kátia Mello e Tomas Alvim, coordenador do Laboratório Arq.Futuro de Cidades do Insper, apresentação do Guia de Urbanismo Social por Carlos Leite e José Guilherme Schutzer e um debate sobre os novos desafios do urbanismo social, com participação de Carlos Mário Rodrigues (Instituto Tecnologico de Monterrey / Medellin), Carmen Silva (Núcleo de Mulheres e Territórios, Laboratório Arq.Futuro de Cidades do Insper), Ricardo Balestreri (Ex-secretário de cidadania do Pará e criador do Programa Usinas da Paz) e Rebecca Dantas (Programa Urbanismo Social em SP, Prefeitura de São Paulo).

O evento foi transmitido on-line pelo canal do Insper no YouTube através deste link.

D.Talks: Urbanismo Social

E para continuar essa conversa, a Diagonal convidou o Insper para o D.Talks, uma série de webinars que utilizamos para compartilhar o conhecimento com os diversos atores do ecossistema de impacto e contribuir para o desenvolvimento sustentável a partir da disseminação da nossa metodologia, que integra as questões sociais, econômicas e ambientais na gestão dos territórios, cocriando as soluções por meio da participação popular.

No primeiro webinar de 2023, a Diagonal abordou o tema do Urbanismo Social, trazendo a apresentação do caso de Medellín. Com a participação de Carlos Leite, o evento apresentou o Guia de Urbanismo Social e as especialistas da Diagonal Letícia Canonico e Joyce Cavalcanti, apresentaram a relação entre o tema discutido e a metodologia do trabalho social, além de comparar projetos realizados em cidades brasileiras com as intervenções desenvolvidas em Medellín.

Confira o webinar na íntegra:

Um trabalho realizado a muitas mãos

A organização geral do livro foi realizada por Carlos Leite e a equipe da Diagonal foi coordenada por Kátia Mello e José Guilherme Schutzer.

Os capítulos elaborados pela Diagonal foram:

Capítulo 3 – Plano de Ação Local: escrito por José Guilherme Schutzer, Kátia Mello e Vilma Dourado Matos Maia Gomes

Capítulo 5 – Dimensão territorial: escrito por Andressa Capriglione, Letícia Canonico, Paulo Olivato e Rodrigo Tavares

Capítulo 6 – Dimensão sustentabilidade urbana: escrito por Daniela Lira Mariz, Deise Coelho, Fabio Pereira dos Santos, José Guilherme Schutzer e Rafael Costa e Silva

Capítulo 10 – Tópicos em formas de financiamento: escrito por Andressa Capriglione e Deise Coelho

Capítulo 15 – Casos referenciais: caso de Ilha de Deus, escrito por Carolina de Queiroga Jucá e Kátia Mello; e caso de Boa Vista, escrito por Kátia Mello, Laís Dágola, Sandra Capriglione e Vilma Dourado Matos Maia Gomes

Esse projeto contou com a participação de diversas áreas do Laboratório Arq.Futuro de Cidades do Insper – Arquitetura e Cidade; Cidade e Regulação; Habitação & Real State; Mobilidade Urbana; Mulheres e Territórios e Saúde Urbana . Além disso, em diversos temas específicos contou-se com a colaboração de entidades parceiras e de especialistas, além dos membros do Núcleo de Urbanismo Social e da Diagonal: Anaclaudia Rossbach (Lincoln Institute of Land Policy); André L. Duarte (Insper); Camila Maleronka (Insper); Carlos Mario Rodriguez (Instituto Tecnologico de Monterrey); Elisabete França (Prefeitura de São Paulo); Fernanda Almeida (Territórios Clínicos, FTAS); Fundação Tide Setubal; Gabriela Massuda; Gareth Doherty (Harvard University Graduate School of Design); Hubert Klumpner e Klearjos E. Papanicolaou (UTT – Urban Think Thank_next, ETH Zurique); Instituto Alana; Instituto Pólis; Jorge Melguizo (Medellín); José Brakarz; Lizete M. Rubano e Vigliecca & Associados; Lucas Bueno; Lucas B. Rosin (EACH/USP); Marcus A. Y. Salusse, Juliana M. Mitkiewicz e Luiz F. C. S. Durão (Insper); Marcos Rosa (FAU-USP); Martín Motta e Mariana Poskus (CAF); Murilo Cavalcante (Prefeitura de Recife); Nadia Somekh (CAU-BR); Observatório de Olho na Quebrada de Heliópolis; Portal de Dados Urbanos do Insper; Renato Anelli, Angélica Alvim, Andresa Marques e Antonio Fabiano Jr. (FAU-Mackenzie); Ricardo Henriques (Instituto Unibanco); Roland Krebs e Markus Tomaselli (Urban Design Lab, Universidade Técnica de Viena); Sérgio Magalhães (FAU-UFRJ); Simone Gatti (WRI Brasil); TETO Brasil; Vera Luz (PUC-Campinas).

Compartilhe este conteúdo:

pt_BR

Quem somos

Nossa atuação

Governança

Conteúdo

Fale Conosco

Preencha o formulário abaixo para fazer o download